v9q4t6fuw96carh2767v4vmt20xu3s

11 dicas para economizar energia

Blog-Anet-37

A conta de luz pesa no bolso do consumidor e fica cada vez mais cara. Em 2018, por exemplo, o aumento médio definido pela Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Minas, foi de 23% e começou a valer a partir de junho. O valor é o maior dos últimos 10 anos e sinaliza uma tendência recorrente: ajustes periódicos no preço da energia, sempre para mais.

Por isso, economizar energia é palavra-chave. Maus hábitos no uso dos equipamentos elétricos, desperdício de energia e falta de conhecimento fazem o preço da conta de luz subir. Mas práticas simples podem ajudar a reduzir o consumo de energia. Além disso, algumas outras fontes de produção energética, como as energias renováveis, geram tanto economia, quanto boas iniciativas para o meio ambiente. Se liga, então, nas dicas que a Anet Volt trouxe para você aprender como diminuir a sua conta de luz.

Eletrodomésticos eficientes

Sempre que for trocar ou comprar, escolha um eletrodoméstico de baixo consumo energético, o aparelho para economizar energia. A maioria dos equipamentos hoje no mercado, tem o indicativo de consumo, aquele famoso selinho colorido. Procure aparelhos com o selo do Procel, no caso dos produtos nacionais, ou da Energy Star, no caso de importado.

Deixe a luz entrar

A arquitetura é fundamental para economizar eletricidade e energia. Por isso é cada vez mais comum a chamada arquitetura inteligente, que prioriza formas sustentáveis e eficientes de aproveitamento dos espaços e das potencialidades dos ambientes. Por exemplo, espaços arejados e com grande entrada de luz natural faz com que haja menos necessidade de utilizar a eletricidade.

Casa bem iluminada

Cores claras e luz natural deixam ambientes mais iluminados.

Então, se você vai construir, peça ao arquiteto para pensar nesse bom aproveitamento da iluminação natural. Mas se seu imóvel já está construído, também dá para investir em melhorias. Instalar vidros lisos, telhados transparentes nas varandas e áreas abertas ou desimpedir o caminho natural da luz pode ajudar muito.

Procure cores claras

As cores têm o potencial de refletir a luz, algumas mais, outras menos. Por isso, investir em ambientes com cores claras é sinônimo de cômodos naturalmente mais iluminados. Com isso, diminui a necessidade da iluminação artificial. Deixar as portas e janelas abertas à iluminação também é uma boa opção.

Desligue a televisão e o computador

Deixar a TV ou o computador ligado é um mau hábito comum. Pois saiba que isso pode sair caro. Então, no caso da TV, ative a função sleep no controle remoto. É comum a TV ficar ligada de maneira desnecessária a noite e isso não é econômico. Desligue quando for sair da frente do aparelho.

O mesmo é válido para o computador. A comodidade de deixar a máquina ligada aumenta seu consumo. A recomendação é desligar o computador que ficar mais de uma hora sem uso. Além disso, é indicado programar o desligamento do monitor após 15 minutos sem atividade. É de pouquinho em pouquinho que a economia é ampliada.

Lâmpadas econômicas

Lampadas econômicas impactam conta de luz.

Lampadas econômicas impactam conta de luz.

Aposte na lâmpada certa. Há no mercado diferentes potências e tipos de lâmpadas e é possível diminuir o consumo de eletricidade quando utilizada de maneira adequada. Troque as lâmpadas comuns pelas econômicas. Dê preferência pelas lâmpadas fluorescentes ou lâmpadas de led, pois elas duram mais e podem gastar até 80% menos que as outras.

Programe o ar condicionado

Deixar o ar condenado ligado ininterruptamente vai doer no bolso. A dica é alternar sua atividade. Alguns aparelhos são, inclusive, autoprogramáveis, desligam quando atingem a temperatura ideal. Além disso, é importante manter o filtro limpo, as janelas bem fechadas e o termostato regulado. Tudo isso contribui para melhor eficiência do equipamento e ajuda a evitar gastos abusivos.

Feche a porta da geladeira

A geladeira é um dos vilões de consumo de eletricidade nas residências. E não pode ficar desligada, não é? Mas pode ser utilizada com cuidado. Evite deixar a porta aberta para escolher os alimentos que vai pegar e procure não colocar coisas quentes. Espere esfriar. Além disso, é importante fazer o degelo do congelador com frequência, pois quanto mais gelo, mais energia necessária para manter o resfriamento.

Evite banhos longos

Assim como a geladeira, o chuveiro elétrico é um dos equipamentos que mais consome energia. Por isso, evitar banho longos é a melhor maneira de segurar a conta de luz no final do mês. Tome banho curto, evitando o desperdício. Utilizar a chave na posição correta, em cada época do ano, também é sinal de bom uso.

Reveja a ligação e fiação do seu imóvel

Você já ouviu falar em fuga de energia? Pois saiba que isso acontece em muitos imóveis. Fiação antiga, ligações mal feitas e deteriorações com o tempo podem fazer o consumo de energia aumentar. Isso porque parte da energia se perde no caminho entre o relógio e os equipamentos. Portanto, a manutenção da parte elétrica é essencial e pode significar economia. A utilização da fiação adequada, bem instalada e distribuída evitam o desperdício de energia, além, claro, de ser mais seguro e aconselhável.

Passar roupa acumulada

Já quanto ao ferro de passar roupa, a dica é a seguinte: acumular e passar a roupa tudo de uma só vez. Essa prática é mais eficiente que passar a roupa de pouquinho em pouquinho, pois o tempo gasto com o aquecimento do ferro será maior.

Energias renováveis

Todas as dicas até agora são importantes. Mas limitam as práticas cotidianas das pessoas, demandam disciplina e geram uma economia relativamente reduzida. Pois as energias renováveis vêm solucionar essas questões. Além de produzirem uma energia limpa, ecologicamente positiva e sustentável, geram uma economia diferenciada, porque tiram a necessidade do consumidor ficar preso às altas tarifas das concessionárias. Alguns exemplos são as energias eólicas e solar fotovoltaica. Confira abaixo os números atrativos.

Você viu todas as dicas, mas deve ter percebido também que nem todas é fácil de seguir. O consumo é proporcional a sua necessidade de consumo. A conta de energia, a bandeira tarifária também impactam na conta de na economia de energia.

Energia solar é o que mais gera economia

Energia solar reduz conta de luz para o mínimo.

Energia solar reduz conta de luz para o mínimo.

Achou complicado seguir todas as dicas acima? Então fique atento à solução. Já pensou em produzir sua própria energia durante os próximos 25 anos? Pois saiba que isso é possível com a energia solar fotovoltaica. Com redução de até 95% na conta de luz, a energia solar é a melhor forma de economizar. Os equipamentos têm uma vida útil longa (podendo ultrapassar os 25 anos) e os sistemas estão cada vez mais baratos.

As vantagens da energia solar fotovoltaica são diversas. Além de reduzir a conta de luz para o mínimo (definido pela concessionária; varia com o tipo de ligação), destacam-se:

– O retorno de todo o investimento logo nos primeiros anos de funcionamento.

– Possibilidade de fazer uma única instalação e abater na conta de luz de outros imóveis, como escritórios, consultórios, sítios etc.

Valorização do imóvel, que segundo pesquisa americana, gira em torno de $15mil.

– Ficar livre das variações tarifárias, aumentos periódicos na conta de luz e mudança de bandeira.

– Ser sustentável e ter diversos benefícios ambientais.

Longa vida dos equipamentos, em torno de 25 anos.

Diversas formas de pagamento e financiamento, com parcelamentos que podem ser, inclusive, semelhantes ao pago na conta de luz.

E não para por aí. A expectativa da Aneel é que o Brasil alcance até 2020, a marca de 170 mil sistemas de energia solar ligados à rede. Quer fazer parte dessa história?

Simule sua Economia

Leia também…

Saiba como fugir do aumento na conta de luz.

O que é e como funciona a energia solar fotovoltaica.

Energia solar no Brasil: vantagens em crescimento.

Conheça a relação entre futebol e energia solar. 

Brasil deve investir mais em energia solar.