v9q4t6fuw96carh2767v4vmt20xu3s

Curiosidades sobre os sistemas fotovoltaicos

Blog Anet - curiosidades sobre sistemas fotovoltaicos

A Energia solar cresce a cada ano. Entre os motivos estão o bom momento para o investimento e os altos custos da energia no Brasil. E como o país tem uma boa taxa de irradiação solar, esta é a fonte renovável mais vantajosa para a maioria dos casos. Tal crescimento faz aumentar ainda mais o interesse, por isso, preparamos neste texto as principais curiosidades sobre os sistemas fotovoltaicos. Elas te ajudarão a entender melhor as oportunidades que a Energia Solar oferece.

As opções de financiamento e os incentivos à energia renovável também fomentam o setor. Facilitam para que mais consumidores possam aderir à geração distribuída de energia.

Simule sua Economia

A primeira placa de energia fotovoltaica

A origem é algo importante. O primeiro efeito fotovoltaico foi identificado pelo físico francês Alexandre Becquerel, no século XIX. Contudo, foi Charles Fritts, em 1883, quem construiu a primeira célula fotovoltaica. Ela era composta de selênio com uma camada de ouro e possui baixa eficiência, apenas 1%. Calvin Fuller, Gerald Pearson e Daryl Chapin também são nomes de destaque.

E quando o assunto é a história da energia fotovoltaica, o nome Albert Einstein não pode faltar. Em 1921, ele ganhou o prêmio Nobel ao realizar experimentações com a energia solar e o efeito fotoelétrico. Na sequência, em 1954, o laboratório Bell, nos Estados Unidos, construíram uma célula com silício, que tinha seis vezes mais eficiência que as anteriores.

Créditos de energia e sistema de compensação

Para enfatizar a importância do uso de energias renováveis e da sustentabilidade, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica, aperfeiçoando a Resolução Normativa n.º 482/2012. Com ela foi possível falar em créditos de energia, geração distribuída, rede compartilhada e autoconsumo remoto.

Os créditos de energia são resultados da sobra de energia gerada pelos sistemas fotovoltaicos e não consumida. Têm uma validade de 60 meses e é utilizado sempre que o consumidor precisar. Ou seja, com energia solar não há perda. Se produzir a mais, terá créditos para compensar na conta de luz.

A geração distribuída é uma boa solução a ser utilizada utilizada em áreas comuns, como condomínios ou outros empreendimentos que possuem diversas unidades consumidoras. Ou seja, diferentes pessoas interessadas em gerar a própria energia podem se unir e fazer uso de um sistema fotovoltaico, através de uma mini ou microgeração distribuída, utilizada para reduzir a conta de todos os cooperadores.

O autoconsumo remoto é a solução para aqueles que não têm espaço suficiente para instalar um sistema fotovoltaico. Nesse modo, o consumidor instala um sistema em uma propriedade e o utiliza para abater na conta de luz de outros imóveis, como escritório ou loja, por exemplo. Isso é possível graças aos créditos de energia gerados.

Fácil instalação do sistema fotovoltaico

Blog-Anet-29

Manutenção periódica anual ajuda a garantir performance dos equipamentos.

O processo de instalação é simples. Geralmente não necessita de obra ou quebradeira, diferente dos sistemas de aquecedor solar, por exemplo, que dependem de tubulação específica.

Obviamente alguns fatores importantes precisam ser analisados com cuidado. O tipo de estrutura, índice de incidência solar, inclinação das placas solares, zonas de sombreamento etc. Mas isso é mais uma etapa técnica do processo de planejamento que um complicador na hora de instalação.

A dica é contar com a ajuda de um profissional capacitado. Ele saberá qual a melhor solução para garantir a eficiência do seu sistema.

Energia limpa e renovável

A energia solar fotovoltaica é renovável. Isso significa que a sua fonte é naturalmente reabastecida. Com isso, ela produz, por exemplo, 80% menos emissões de carbono que os combustíveis fósseis durante a sua cadeia de produção. Bom para o meio ambiente, bom para a vida!

Carros e barcos solares

É possível um carro, barco ou outro veículo ser movido a energia solar? Se você ficou interessado, saiba que esta é uma realidade proeminente. Alternativas de transporte menos poluentes, autossuficientes energeticamente e que não estão sujeitas às variações do preço dos combustíveis já estão ganhando fama em diversos países. E mais: a estimativa é de que em breve estarão pelas ruas, agregando economia, sustentabilidade e performance.

Diversos usos da Energia Fotovoltaica

Imagina assistir a um jogo de futebol utilizando a energia produzida pelo sol! Pois quem vai no Mineirão, por exemplo, em Belo Horizonte, já vivencia isso. O estádio foi o primeiro a sediar uma partida da Copa do Mundo (Colômbia x Grécia) operando com uma usina solar. Este é um demonstrativo dos diversos usos possíveis da energia solar.

Além de estádios, os painéis fotovoltaicos podem ser instalados em telhados, garagens, fachada de prédios, solo, estradas (para gerar energia para câmeras e iluminação) e outros tantos locais. Fale com um consultor especializado para achar a melhor solução de geração de energia para o seu caso.

Painel Fotovoltaico

Os principais painéis fotovoltaicos (placa solar de silício) utilizados hoje em dia são os de silício monocristalino ou policristalino. Nesses painéis, as células fotovoltaicas não precisam de luz solar direta. Elas conseguem produzir energia elétrica mesmo em dias nublados ou chuvosos, por exemplo. Claro que quanto maior o índice de luminosidade que a atinge, melhor tende a ser a geração de energia.

Peça seu Orçamento

Leia também…

Como instalar um painel solar fotovoltaico.

Vantagens e desvantagens da Energia Solar.

Três tipos de geradores solares que você precisa conhecer.

Cinco filmes de Energia Solar que você precisa conhecer.