v9q4t6fuw96carh2767v4vmt20xu3s

Futebol e energia solar combinam?

Clima de Copa do Mundo, mas sem perder o pensamento sustentável. Você sabia que futebol e energia solar combinam… e muito? Pois essa é a perspectiva encontrada em diversos estádios de futebol com energia solar, que oferecem bons exemplos de economia e um impacto positivo no planeta.

De estádios movidos 100% a energia solar à sistemas que abatem parte do consumo de eletricidade dos campos, a então presença da energia fotovoltaica no futebol veio para ficar. Enquanto no Brasil, o Maracanã, Mineirão, o Mané Garrincha e a Arena Pernambuco já aderiram à iniciativa, no mundo, os destaques são o Stade de Suisse e o estádio alemão Easy-Credit.

Para além do esporte, o evento sinaliza a oportunidade da energia solar ser mais utilizada, em diferentes objetivos ou necessidades. Os sistemas mostram-se interessantes também para indústrias, iniciativas públicas, comércios, e residencias. Então fique ligado e confira mais no nosso post!

Conheça os estádios de futebol com energia solar

estádio energia solar

Estádio Kaohsiung, em Taiwan, movido 100% a energia solar.

Já imaginou assistir ao jogo do seu time favorito no estádio todo iluminado, com amplos telões de alta qualidade, utilizando apenas a energia provida pelo sol? Pois no estádio de Kaohsiung, em Taiwan, é assim. Movido 100% a energia solar, o então estádio possui 8.844 placas solares instaladas, suficientes para as 3,3 mil lâmpadas e dois telões gigantes. Com a iniciativa evita a emissão de 660 toneladas de CO2 na atmosfera.

O Stade de Suisse, em Berna, é outro exemplo. Construído em 2008, para a Eurocopa, em suas instalações há 12 mil m² de células fotovoltaicas. Em conjunto elas produzem 1,3 milhões de Kw/h, o equivalente ao consumo de 400 casas. A proposta é moda na Suíça: outros três estádios (o Sankt Jakob-Park de Basileia, o Letzigrund de Zurique e a AFG Arena de Sankt Gallen) também têm placas solares nas suas coberturas.

estádio Berna

Stade de Suisse, em Berna, também investiu em energia solar.

O estádio alemão Easy-Credit, em Nuremberg, mostra que é possível unir estruturas históricas com conceitos modernos e sustentabilidade. Além de um sistema de captação de água, a arena é capaz de produzir 1,68 Mwh com energia solar. Dessa forma, a iniciativa rendeu o primeiro certificado de gerenciamento ambiental recebido por um estádio europeu.

Brasil também tem energia solar

O Brasil também possui seus exemplos. A Copa do Mundo de 2014 remodelou alguns estádios e, dentre as mudanças, está o uso de sistemas fotovoltaicos. Esse é o caso, por exemplo, do Maracanã, que possui 2.380m² de painéis fotovoltaicos, produzindo 500 MWh de energia por ano, o equivalente ao consumo de 240 residências.

O Mané Garrincha, em Brasilia/DF, ou o Mineirão, em Belo Horizonte/MG, não ficam para trás. O primeiro tem um sistema de 15 mil m² (75% da área de concreto da cobertura) e a eletricidade gerada é suficiente para alimentar cerca de 60 mil residências. O segundo possui 6 mil painéis, com potência de 1,42MWp. Comparativamente, sua produção é capaz de suprir anualmente 900 residências.

Assim também é no norte do país. A Arena Pernambuco, no Recife/PE, produz com energia solar 30% de toda eletricidade consumida no estádio. E detalhe, as 3.652 placas solares não ficam instaladas no perímetro da arena, mas numa área anexa de 15mil m². Em suma, sua geração é suficiente para abastecer cerca de 6 mil habitantes.

Astro do futebol inglês constrói casa sustentável

Gary Neville

Gary Neville constrói casa sustentável.

Lenda do Manchester United, o ex-jogador inglês Gary Neville construiu sua casa em meio à natureza, com uma pegada altamente sustentável. Seu projeto arquitetônico resultou numa casa “zero carbono”. E claro, nela não poderia faltar a energia solar.

Toda a energia da casa de 750 m² vem de fontes renováveis, seja do conjunto de painéis solares, seja da turbina eólica. Assim, os seis espaços da edificação dão bons exemplos de economia e interação com as possibilidades naturais. Além da energia, o imóvel tem também um sistema de recuperação pluvial, materiais de construção comuns na localidade e uma arquitetura em forma de pétalas. Então, já pensou que é possível inovar na sua maneira de construir?

Dúvidas

Leia também…

BNDS financia energia solar para pessoa física.

Cinco principais dúvidas sobre energia solar.

Sete razões para investir em energia fotovoltaica.

Saiba como foi o EcoEnergy 2018.

Governo Financiará 3,2 bilhões em Energia Solar.

Cinco filmes de energia solar que você precisa conhecer. 

A crise hídrica e o comportamento dos brasileiros.